Água do radiador: quando é hora de completar?

0

Um funcionário de um posto de gasolina se aproximou de você para encher o radiador com água? Se sim, veja se realmente está na hora de fazer o procedimento ou não

Ao possuir um carro você precisa saber que existem coisas importantes de manutenção do carro que podem ser cuidadas diariamente. Algumas pessoas por ignorância ou negligência não se importam com esses simples detalhes que, se devidamente controlados, podem causar sérias dores de cabeça no futuro.

Uma dessas cautelas é o nível de água no radiador. Tecnicamente falando, é correto chamá-lo de fluido do sistema de refrigeração responsável por resfriar o motor do carro. E respondendo as perguntas no início deste texto Inspecione o óleo do radiador manualmente seguindo as formações abaixo.

Imagem: Pixabay

Como funciona a caldeira?

Assim como os organismos vivos, os motores dos carros precisam de um mecanismo para regular sua temperatura durante a operação. No caso de motores de combustão refrigerados a líquido que alimentam praticamente todos os carros novos hoje, o líquido de resfriamento faz o trabalho.

Este item auxilia na refrigeração da máquina dissipando o calor gerado pela combustão do combustível para o ambiente externo. O radiador protege o motor das altas temperaturas, evitando o desgaste prematura das peças ou o desprendimento do rotor.

Para atingir esse equilíbrio térmico, o refrigerante percorre um circuito fechado que vai do interior do motor onde o calor é evacuado, até o radiador, que efetivamente dissipa a alta temperatura para o ambiente. Quando o carro se move, o ar vindo da frente é enviado para o radiador. Remova o acúmulo de calor de lá.

Água ou suplementos líquidos?

A água da torneira é um bom refrigerante natural, mas suas propriedades físicas e químicas podem não ser suficientes para fornecer estabilidade térmica ao motor.

O uso de água destilada em um sistema de refrigeração pode causar contaminação da galeria e dos componentes do sistema de refrigeração, além do aparecimento de corrosão e desgaste acelerado da mangueira.

Por isso, o sistema de resfriamento deve ser complementado apenas com uma solução de água destilada e aditivo próprio, que além de aumentar o ponto de ebulição e diminuir o ponto de congelamento, também ajuda a prolongar a vida útil dos componentes do motor.

Quando o aditivo deve ser substituído?

Por muito tempo, é recomendável trocar o fluido a cada 30 mil quilômetros ou a cada 12 meses. No entanto, muitos carros atuais recebem aditivos de longa duração, que geralmente duram 5 anos e ultrapassam 200.000 km. Nesse caso, vale a pena seguir os prazos na documentação técnica do seu carro.

O sistema de refrigeração dos carros modernos tem um circuito fechado, no qual o nível do líquido não deve cair. Existem duas marcas no tanque de água que sinalizam o nível máximo e mínimo de líquido no sistema. Sempre mantenha o líquido entre esses medidores para que tudo esteja em ordem no sistema de refrigeração.

Na verdade, na maioria das vezes, a necessidade de reabastecer a água como sugerem os funcionários do posto é um sinal de que algo está errado com o sistema, provavelmente há um vazamento. Ou até mesmo um problema com a tampa do tanque de expansão.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.