Combustíveis sintéticos e o futuro dos motores de combustão

0

O debate sobre combustíveis é amplo e atravessa décadas. Hoje, o que mais se discute é a situação dos combustíveis sintéticos.

Os governos da União Européia e Reino Unido há muito tempo demonstram suas preocupações em relação à emissão de poluentes causados pelos veículos. Por conta disso, o plano desses governos é banir motores a combustão poluentes até o ano de 2035.

O objetivo da decisão desses governos é tornar o transporte mais sustentável. Se tudo seguir como planejado, a partir de 2035 todos os carros novos vendidos nos países da Europa terão propulsão elétrica, selando a extinção do motor a combustão.

Além dos carros elétricos,  que são uma opção de transporte ecologicamente viável, os governos prevêem uma outra alternativa: o combustível sintético, ou e-fuel. 

Imagem: pixabay

O que é combustível sintético? 

O  e-fuel é um combustível sintético considerado sustentável e que pode gerar um grande impacto positivo em nosso meio ambiente, reduzindo a emissão de dióxido de carbono na atmosfera.

Esse tipo de combustível pode substituir a gasolina, mantendo sua eficácia, além de poder ser utilizado em motores a combustão sem que eles sofram modificações. 

Mas, você pode estar se perguntando como a queima de combustível pode não ser prejudicial para o meio ambiente, não é mesmo? A resposta para essa pergunta está no fato desse tipo de combustível sintético ser produzido sem petróleo.

O combustível sintético é feito com água e dióxido de carbono disponível na atmosfera, o que permite que os níveis desse gás permaneçam estáveis. O e-fuel é a principal saída para que os motores a combustão continuem sendo produzidos e utilizados nos países da Europa e no Reino Unido. 

Grandes empresas já começaram a apostar no combustível sintético

Carros com motores de combustão interna estão condenados a deixar de ser fabricados para dar lugar aos carros elétricos. Porém, alguns fabricantes querem mantê-los em funcionamento e produção e, para isso, estão desenvolvendo novos combustíveis para prolongar a vida desses propulsores. 

Este é o caso de grandes empresas como a Audi, a Bosch, que estão investindo no desenvolvimento de combustíveis sintéticos para seus veículos. A ideia é que o combustível possa ser utilizado em qualquer carro das marcas, sem necessidade de modificações ou mesmo a compra de um novo.

Outra empresa que está interessada no combustível sintético é a Porsche, que já declarou que o seu e-Fuel é uma solução viável e sustentável. Além disso, a empresa pretende construir uma fábrica para a produção desse tipo de combustível.

Ao contrário da Porsche, a Audi acredita que os motores a combustão desaparecerão cedo ou tarde e o combustível sintético é apenas um passo antes dos carros se tornarem 100% elétricos. 

“Os combustíveis sintéticos são apenas uma tecnologia de transição para nós. Embora o uso desses combustíveis alternativos possa ser ideal para outras indústrias, o futuro da indústria automotiva serão os veículos elétricos a bateria”, declarou o chefe de desenvolvimento técnico da Audi, Oliver Hoffmann.

O combustível sintético chegará ao Brasil? 

Com todos os benefícios citados, você provavelmente está se perguntando quando poderá utilizar o combustível sintético no seu veículo. No entanto, esta opção ainda possui um custo muito grande para produção em massa. 

Além do alto custo de produção, se olharmos para o preço que esse tipo de combustível será repassado para o consumidor, essa comercialização torna-se inviável no Brasil neste momento. 

Contudo, estudos recentes sugerem que no futuro, com a popularização do e-fuel e um possível crescimento no custo da eletricidade para motores elétricos, o valor do litro de combustível sintético pode ser de podem fazer euro até 2050, tornando uma ótima alternativa mais acessível para o bolso dos brasileiros e vantajosa para o meio ambiente.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.