Manutenção de carro: porque é tão importante

Quem tem carro sabe muito bem que infelizmente falhas mecânicas podem acontecer, e é necessário ser uma pessoa prevenida. 

As falhas mecânicas são bem mais comuns do que imaginamos. Entretanto, é necessário ser prevenido. Investir em uma manutenção no carro faz com que as falhas mecânicas sejam menores.

Fazer as famosas revisões de férias em seu carro é essencial para garantir uma boa manutenção. Entretanto, mais importante que isso é colocar uma rotina de manutenção preventiva.

Sabendo disso, separamos algumas informações sobre a importância da manutenção e como realizar esse processo. Confira!

Imagem: Pixabay

Importância da manutenção preventiva

Realizar a manutenção do carro apenas quando o mesmo sofre um dano grave não é a melhor forma de se lidar com os cuidados rotineiros. Essa mania aumenta as chances de se ter uma pane inesperada e pode até tornar a conta de um reparo mais alta do que seria normalmente.

Ter um histórico de manutenção acaba valorizando ainda mais o veículo caso você pretenda vender ele no futuro. Os potenciais compradores, ao avaliar o carro em boas condições, com certeza vão começar a ver essa compra com melhores olhos.

Mesmo sem o auxílio de um mecânico, é possível sim vistoriar alguns itens do veículo que, por si só, ajudam bastante a diminuir as chances de um estresse. Sabendo disso, confira abaixo algumas dicas de como identificar a hora exata para fazer manutenção no carro:

Bateria do carro

Sabe quando você sente que o motor do carro está virando pesado no momento de dar a partida? Este é um indicativo claro de que a bateria de seu carro já está chegando no fim de sua vida útil.

Pneus

Além de manter as rodas balanceadas e a direção alinhada, é essencial cuidar da pressão dos seus pneus. Esse procedimento precisa ser feito obedecendo os valores estipulados pelas montadoras.

Os pneus trazem ainda uma marcação que se chama TWI, que são as elevações nos sulcos, e elas deixam bem claro quando se tem um desgaste que atingiu o nível máximo definido por lei.

Fluídos

Fazer o controle do nível de fluídos do veículo é uma excelente forma de encontrar problemas, evitando assim que o automóvel te deixe na mão.

Uma regra básica e essencial é que tanto o nível do motor quanto o do líquido do arrefecimento e dos fluídos de direção hidráulica e freio tem que estar entre a marcação máxima ou mínima de seus reservatórios ou, na situação dos lubrificantes do motor, da vareta medidora.

O nível inferior ao mínimo pode apontar a existência de um vazamento e acabam exigindo uma visita do mecânico para essa verificação.

Quando fazer a revisão do carro

Não é 100% necessário realizar a manutenção no carro em uma concessionária, mesmo que essas revisões carimbadas no manual sejam essenciais para conseguir o reparo gratuito de um problema eventual, no caso de automóveis ainda em garantia.

Um ótimo indicativo de como proceder em uma manutenção preventiva é corresponder às orientações que vem nos livretos de manutenção dos veículos.

Neste livreto é possível conferir quando trocar determinadas peças e fazer os ajustes corretos no veículo. Caso o carro não tenha mais o manual para manutenção, uma opção é consultar alguns fóruns na internet ou os próprios das montadoras.

Geralmente, se recomenda realizar a manutenção preventiva a cada 10 mil km ou uma vez ao ano, isso nos casos de uso comum dos carros. No caso de veículos de trabalho ou aqueles que rodam muito tempo na rua, o essencial é que a revisão seja realizada no metade dos prazos regulares.

Imagem padrão
Edson

Iniciando o primeiro período na faculdade de cinema e redator. Trabalhando com a escrita desde 2018, sempre encarei os meus textos com grande responsabilidade, e escrever sobre finanças e economia não vai ser diferente. Descomplicar esses temas para o público geral com certeza é o meu maior desafio, e espero que vocês me acompanhem nessa.

Deixar uma resposta