O sistema start-stop: vantagens e desvantagens

O sistema start-stop é uma tecnologia que possui diversas vantagens para o veículo, mas algumas desvantagens também precisam ser notadas. 

Ficar inteirado das últimas tecnologias dos automóveis é uma excelente maneira de conhecer as formas de aprimoramento do seu veículo. A tecnologia start-stop é uma dessas novas tecnologias que podem render diversas vantagens para o veículo.

Essa tecnologia permite que o veículo do carro seja usado somente nos casos de necessidade. Ou seja, quando o veículo está andando.

Uma clássica ocasião onde o start-stop se mostra muito útil é no engarrafamento, onde o motor do carro funciona apenas quando chega a hora do carro andar.

Como essa é uma tecnologia que transforma toda a maneira como usamos o carro, ele traz alguns benefícios mas também alguns pontos de atenção. Dessa forma, se faz muito necessário aprender sobre essa tecnologia antes de agregá-la ao carro. Veja nos próximos tópicos os detalhes mais importantes sobre o start-stop.

Imagem: Pixabay

O que é o sistema start-stop e como ele funciona?

O Start-stop possui como principal objetivo desligar o motor do carro quando ele estiver parado. Quando ele se movimenta, o motor religa instantaneamente.

O objetivo nisso é economizar combustível, fazendo com que ele seja usado somente em momentos onde existe movimento. Outro fator decisivo para o seu valor é a diminuição na emissão de gases.

Entretanto, existem certas condições específicas para que esse sistema funcione. Um bom exemplo é a velocidade, pois o carro precisa ficar parado. É por isso que o sistema start-stop é ideal para as situações de trânsito lento.

Quais são os maiores benefícios do start stop?

É óbvio que essa tecnologia traz vantagens para o veículo. Apenas por parar e dar partida nos momentos corretos, ele é capaz de revolucionar a maneira como dirigimos. Confira as suas principais vantagens:

Menor emissão de poluentes

Já que o carro se desliga nas situações onde se encontra parado, existe uma diminuição considerável na emissão de gases poluentes. É só pensar nos casos de trânsito engarrafado, onde se polui muito estando parado mas se movimentando pouco.

Mais silêncio

Uma outra vantagem desse sistema é a questão do silêncio. Afinal de contas, como o motor do carro está parado, você consegue diminuir de forma considerável o baralho ouvido nas situações de trânsito movimentado.

Faz pouca diferença no peso

Normalmente, quando nós adicionamos novos componentes em um carro, a tendência é que o mesmo fique mais pesado. Nesses casos, é normal que isso acabe afetando todo o funcionamento do veículo, incluindo o consumo de combustível.

Entretanto, isso não ocorre quando se tem um sistema start-stop. Afinal de contas, os componentes que são adicionados são relativamente leves, sendo o novo formato de bateria a mais pesada entre os itens, mas que também não apresenta uma mudança significativa.

Quais cuidados o sistema start stop exige?

Mesmo trazendo todos esses benefícios e mais comodidade para o condutor, os carros que possuem start-stop também acabam exigindo certos cuidados extras.

Esses pontos acabam representando as desvantagens do uso desse sistema, e por isso requerem uma atenção de quem está pensando em integrá-lo ao veículo. Por isso, antes de decidir se vai ou não migrar para essa tecnologia, se atente aos seguintes pontos:

Maior desgaste das velas

O Start-stop faz com que o carro desligue o motor nas situações de parada, e isso acaba aumentando o desgaste das velas, e exige uma substituição das mesmas de forma precoce.

Maior exigência de manutenção

Além de conseguir trocar as velas de forma mais rápida, o uso desse sistema também pode acabar exigindo uma atenção maior em relação a manutenção do carro.

Afinal de contas, ficar ligando e desligando o motor, além da direção nos trajetos com o motor frio, pode fazer com que os seus componentes acabem desgastando de forma mais fácil.

Necessidade de uso de baterias mais caras

Para que o start-stop funcione, é preciso contar com a bateria mais robusta em comparação com as convencionais. Isso é necessário pois elas se responsabilizam por ligar o carro nos momentos corretos e, dessa forma, fazer o sistema funcionar.

Portanto, esse recurso mais robusto também pode refletir no bolso. Por se tratar de baterias do tipo AGM e EFB, vai ser preciso gastar um pouco mais do que se gasta normalmente. É bom ficar de olho na compatibilidade do veículo e nas especificações.

Imagem padrão
Edson

Iniciando o primeiro período na faculdade de cinema e redator. Trabalhando com a escrita desde 2018, sempre encarei os meus textos com grande responsabilidade, e escrever sobre finanças e economia não vai ser diferente. Descomplicar esses temas para o público geral com certeza é o meu maior desafio, e espero que vocês me acompanhem nessa.

Deixar uma resposta