Como aumentar a vida útil da embreagem

O sistema de embreagem é essencial para o carro, e aumentar a sua vida útil é muito recomendado.

Imagem: Pixabay

A embreagem permite a ligação física entre o motor do veículo e o câmbio. A sua durabilidade acaba sendo muito afetada pelos hábitos de motoristas no volante, e isso faz com que a sua vida útil seja menor do que o previsto.

Essa parte do carro é composta pelo rolamento, platô e o disco que é revestido com um material com alto atrito. Além da relação física, também é responsável por proporcionar a ligação mecânica entre o motor e o câmbio, sendo indispensável para o funcionamento correto de qualquer veículo.

Enfim, esse é um componente que não pode ser danificado com frequência, e por isso é necessário adotar hábitos que previnem o seu desgaste. Portanto, confira nos próximos tópicos como aumentar a vida útil da embreagem.

Evite descansar o pé na embreagem

Muitas pessoas acabam fazendo isso sem nem perceber. A mania de descansar o pé no pedal de embreagem quando para no semáforo acaba acelerando ainda mais o desgaste desse sistema. Portanto, coloque o pé na embreagem somente quando for trocar de marcha. 

Se atente na hora de passar a marcha

Às vezes, arrancar com o veículo na segunda marcha pode até ser útil, porém o uso contínuo desta prática causa desconforto e também submete a embreagem a alguns atritos e vibrações sem necessidade.

Procure evitar reduzir de forma brusca

As vezes é necessário, óbvio, mas infelizmente tem quem ache divertido frear de forma brusca. Bom, esse hábito de usar o câmbio ao invés do freio para diminuir a velocidade bruscamente acaba tendo um impacto negativo em sua durabilidade.

Acontece que a sobrecarga sobre o conjunto acaba provocando até mesmo a quebra do disco. Por isso, tente dirigir de forma mais suave e diminua a velocidade com o freio antes de colocar uma marcha mais baixa.

Não dirija de forma agressiva

Da mesma forma que se deve evitar frear de forma brusca o veículo, sair com muita velocidade, cantando os pneus também é um hábito que afeta a durabilidade desse sistema.

Vale ressaltar que os carros de pistas ou os modelos preparados normalmente contam com embreagens igualmente preparadas para suportar a carga de esforço extra. Portanto, lembre-se sempre: você não pilota um carro de Fórmula 1.

Evite o excesso de carga

Saiu com o carro e sentiu um cheiro como se fosse queimado vindo do seu motor? Esse é o sinal claro do superaquecimento desse sistema, e isso acaba reduzindo a vida útil de seus componentes.

Esse problema é provocado pea necessidade de modular o portal de embreagem para conseguir arrancar com o veículo com excesso de peso.

Forçando o automatizado

Esse é outro fator que pode acabar reduzindo a vida útil dos componentes da embreagem. Da mesma forma como funciona os carros que possuem câmbio manual, os modelos que são equipados com as transmissões automatizadas também contam com o sistema de embreagem bem semelhante com o dos carros “mecânicos”.

Porém, o fato desses câmbios não contarem com o pedal de embreagem não quer dizer que os maus hábitos do motorista não possam danificar o sistema. Isso ocorre quando os condutores usam o “creeping” do câmbio para conseguir segurar o automóvel nas ladeiras. Vale ressaltar que o custo da troca do kit é bem mais alto que nos carros manuais.

Enfim, são várias práticas que podem ajudar a fazer render a embreagem. Caso tenha curiosidade, coloque essas práticas no seu dia a dia e faça a devida revisão no seu veículo para conferir a qualidade das peças e dos componentes mais usados.

Imagem padrão
Edson

Iniciando o primeiro período na faculdade de cinema e redator. Trabalhando com a escrita desde 2018, sempre encarei os meus textos com grande responsabilidade, e escrever sobre finanças e economia não vai ser diferente. Descomplicar esses temas para o público geral com certeza é o meu maior desafio, e espero que vocês me acompanhem nessa.

Deixar uma resposta