Blindagem de carro: saiba se é possível retirar

0

Será que é possível retirar a blindagem de um carro? Se você está com essa dúvida, chegou ao artigo certo. Hoje vamos esclarecer todos os detalhes!

Devido ao aumento descontrolado da violência no país, a instalação de proteção balística em automóveis se popularizou por aqui. Mas caso você compre um carro que tenha essa proteção e queira retirá-la, saiba que é possível sim! 

No entanto, o processo de desblindagem de um veículo não é nada simples e tem um custo alto, que pode chegar ao mesmo valor da blindagem.

Isso acontece porque além de retirar as mantas, vidros e chapas de aço balístico, na desblindagem é preciso desmontar todo o interior do automóvel, além de substituir vários componentes, como: peças de acabamento plástico e mecanismos de acionamento dos vidros elétricos.

Esses componentes que devem ser substituídos são necessários para o processo de blindagem do veículo. Portanto, para realizar a desblindagem, todos esses componentes precisam ser substituídos por componentes padrão. 

Além disso, o motorista deve considerar os gastos com a mão de obra para realizar a desmontagem, montagem e os testes necessários para garantir que o procedimento foi realizado de maneira adequada, preservando o funcionamento dos sistemas e equipamentos do veículo. 

lavagem de carros
Imagem: Pixabay

Os vidros dos veículos devem ser substituídos

Outro ponto importante na desblindagem são os vidros. Ao fazer esse procedimento, os vidros blindados deverão ser substituídos pelos originais. Porém, o problema está nos buracos que surgem entre o vidro e o acabamento veículo, já que o painel e a forração são cortados para acomodar o vidro blindado, que tem maior espessura.

A solução para este problema é remover a camada interna do vidro, ou seja, a lâmina de policarbonato, que mantém o vidro quase na mesma espessura do  modelo original. 

A documentação deve ser regularizada

Mesmo com todas as dificuldades que envolvem o processo de desblindagem de um veículo, se decidir por realizá-lo você terá que regularizar a documentação do veículo e retirar a modificação assim que terminar o serviço.

De acordo com as normas do Detran, qualquer modificação nas características de um veículo deve ter a autorização do órgão de trânsito, conforme determina o artigo 98 do Código de Trânsito Brasileiro. 

Você pode conferir as modificações que são permitidas na Tabela do Anexo da Resolução Contran nº 292/2008, com redação dada pela Portaria Denatran nº 38, de 2018. 

Segundo informações do item 7 desta tabela, a retirada de blindagem é legal, porém, é necessário obter um Certificado de Segurança Veicular emitido por uma instituição técnica licenciada após inspeção de segurança do carro. 

Após realizar a desblindagem do veículo, será necessário retirar do campo Observações do CRLV a informação de que o veículo é blindado. 

Afinal, vale a pena fazer a desblindagem do veículo?

Como vimos até aqui, a desblindagem do veículo é o processo de retirada e substituição dos componentes de segurança que são instalados no momento da blindagem. 

Apesar de ser uma remoção, a desblindagem é bem mais complicada do que a blindagem, por isso o custo deste serviço costuma ser bem alto.

Além do valor elevado, existe a necessidade de regularizar a documentação do veículo após o procedimento da desblindagem, o que é mais um trabalho para você. 

Por fim, você estará gastando para tirar uma proteção do seu veículo, o que nos dias de hoje não é vantajoso.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.