Acessórios para carros: vale a pena instalar por fora?

Adquirir um carro já equipado ou colocar acessórios por fora? Confira as vantagens e desvantagens de cada escolha no nosso artigo.

Quando vamos comprar um carro novo uma das dúvidas que pode surgir é se vale ou não a pena escolher por um carro completo de fábrica ou decidir equipar o mesmo depois de tirá-lo da concessionária.

Hoje em dia são raras as ocasiões de carros no mercado automotivo brasileiro que ainda novos não possuam um pacote simples de itens confortáveis, como o ar-condicionado, por exemplo.

Da mesma forma, sabemos que sempre vão existir pessoas que preferem deixar o carro com a sua personalidade. Por isso é importante saber o que cada decisão pode lhe render como consequência. Confira nos próximos tópicos as vantagens e desvantagens de cada escolha.

Imagem: Pixabay

Carro equipado de fábrica

Uma escolha ao invés de adquirir um carro sem nenhum tipo de equipamento é escolher pelo veículo que venha completo da fábrica. Apesar disso deixar o automóvel mais caro, existem algumas vantagens também.

Uma das vantagens de comprar um carro equipado de fábrica é saber que todos os itens foram instalados pela fabricante e estão totalmente cobertos por uma garantia. Muitas pessoas não sabem, mas a depender do tipo do acessório que for instalado, o fabricante do carro pode se negar a fazer reparo no veículo de forma gratuita.

Isso ocorre principalmente nos casos de problemas que envolvem o item instalado fora da fábrica ou até mesmo por uma rede autorizada.

Para evitar uma dor de cabeça como essa, alguns fabricantes decidem oferecer alguns acessórios homologados que podem ser instalados na rede de concessionárias, embora tenham um custo bem mais alto do que os equivalentes nos mercados paralelos.

Instalar por fora

Escolher instalar acessório através das lojas de acessórios tem como grande vantagem o seu custo. Comparando com as fábricas, essas lojas possuem um custo muito baixo. Fica mais em conta instalar por fora do que comprar um carro totalmente equipado ou instalar dentro das concessionárias.

Entretanto, é necessário ter em mente que não são todos os tipos de acessórios que vão ajudar a valorizar o veículo no momento de sua revenda. Os itens como vidros elétricos, bancos de couro e um bom sistema de som  normalmente facilitam a revenda do carro. Porém, é necessário ter muito cuidado.

As rodas de dimensões e o desenho diferente das rodas originais, os kits aerodinâmicos exagerados e os sistemas de som mais potentes que o normal possuem os seus fãs. Porém, eles podem afastar vários compradores em potencial.

O mesmo é válido para as mudanças mais extremas, como é o caso da colocação de um sistema de ar-condicionado ou de um teto solar, por exemplo. Diversos compradores possíveis vão se desinteressar por conta de um receio de instalação mal feita.

Independente da situação, não aguarde reembolsar seu investimento nos acessórios em momento de revenda. Como já falamos, certos itens até ajudam na valorização do seu carro, mas não são suficientes para pagar a conta de certas modificações.

Vale ressaltar também que você precisa escolher com cautela o profissional que vai fazer esse serviço, além de assegurar toda a qualidade dos acessórios instalados. Um produto com a qualidade ruim ou uma instalação mal feita podem acabar causando certas dores de cabeça mais para frente.

Imagem padrão
Edson

Iniciando o primeiro período na faculdade de cinema e redator. Trabalhando com a escrita desde 2018, sempre encarei os meus textos com grande responsabilidade, e escrever sobre finanças e economia não vai ser diferente. Descomplicar esses temas para o público geral com certeza é o meu maior desafio, e espero que vocês me acompanhem nessa.

Deixar uma resposta