Carro elétrico ou híbrido: como dirigir da forma mais eficiente

Os carros híbridos e elétricos são mais sensíveis que os carros a combustão. Por isso, é necessário saber dirigir um com eficiência.

Todo motorista sabe que fazer abuso dos aceleradores com as arrancadas brucas ou até mesmo dirigir de forma agressiva acaba sendo ruim para o consumo de combustível de um carro movido a combustão.

Porém, isso não é algo exclusivo desse tipo de carro, já que também acontece nos carros elétricos e híbridos. Além da questão do estilo de condução, outras práticas também acabam contribuindo para conseguir extrair maiores alcances de uma carga de baterias. Confira nos próximos tópicos mais detalhes sobre essa dualidade.

Imagem: Pixabay

Frenagem suave

A frenagem suave é uma das dicas que valem tanto para os carros híbridos quanto para os carros elétricos. Esses tipos de veículos são capazes de recarregar suas baterias a partir de uma desaceleração ou de uma frenagem.

Por causa disso, tente se acostumar a dirigir diminuindo a velocidade do seu veículo de forma gradual e aplicando os freios de uma forma bem suave. Dessa maneira, você vai permitir que o veículo role por uma distância maior.

É por isso que vários modelos de carros elétricos contam com o modo de direção de um pedal, onde para frear o carro basta apenas aliviar o pé do pedal do acelerador, ou até uma posição no câmbio só para conseguir aumentar o freio motor.

Aceleração suave

A mesma regra de frenagens vale também para as acelerações: tente acelerar sempre que for possível de uma forma suave. Durante os congestionamentos, solte o pé dos freios ou pise de forma ligeira no acelerador quando for avançar.

Além disso, quando for dirigir em uma rodovia, utilize o controlador automático de velocidade para conseguir manter a velocidade do carro mais estável que conseguir. As acelerações bruscas acabam afetando muito os rendimentos dos veículos que têm motor elétrico.

Rode dentro do limite

Um carro híbrido ou elétrico é inimigo das grandes velocidades. No caso dos carros elétricos, o impacto dessa velocidade sobre a alcance é tão relevante que a marca Chevrolet, por exemplo, destacou no manual do modelo Bolt EV que o maior rendimento do carro é obtido rodando em 89km/h.

Já no caso dos modelos híbridos, a desvantagem fica por conta de um motor a combustão acabar sendo exigido mais ainda quando está em velocidades altas. Isso acaba impactando justamente no consumo do combustível.

Desligue o ar-condicionado

Um outro grande segredo para ter um carro híbrido e elétrico com mais eficiência é desligar o seu ar-condicionado ou seu aquecedor, recorrendo somente ao ventilador do carro para dar uma climatizada no ambiente.

Use o aquecedor e o ar-condicionado apenas quando for extremamente indispensável. Se o seu carro contar com um sistema com controle automático da temperatura, não para de usar a função.

Isso pode até parecer besteira, mas a Volvo, por exemplo, aponta que no seu modelo híbrido XC90 Recharge, a autonomia no modo elétrico pode até mesmo cair de 40 km para 20 a depender do estilo da direção e também do ajuste do sistema de climatização do carro.

Manutenção e carga

Essa é a última, mas não a menos importante dica para ter um carro eficiente. Ela vale tanto para os carros movidos a combustão quanto para os híbridos e elétricos, por isso a sua grande importância.

Sempre verifique a calibragem de seus pneus e evite carregar um peso desnecessário no carro. Instalar um rack no teto do veículo ou qualquer outro tipo de acessório vai interferir na aerodinâmica do carro, além de afetar bastante o alcance do seu veículo.

Imagem padrão
Edson

Iniciando o primeiro período na faculdade de cinema e redator. Trabalhando com a escrita desde 2018, sempre encarei os meus textos com grande responsabilidade, e escrever sobre finanças e economia não vai ser diferente. Descomplicar esses temas para o público geral com certeza é o meu maior desafio, e espero que vocês me acompanhem nessa.

Deixar uma resposta