Os 10 carros mais econômicos do Brasil

Economia é um dos principais fatores para comprar um carro, principalmente nos momentos de crise.

Imagem: Pixabay

Recentemente, o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular listou carros entre o maior e menor índice de consumo energético. 

Essa lista é essencial para quem busca um carro novo. O Inmetro fez a divulgação do ranking de acordo com a classificação do programa, que é uma iniciativa da instituição.

De acordo com essa classificação, os carros leves comercializados no Brasil entram na lista de acordo com a categoria e com a classificação geral, recebendo conceitos que vão do “E” ao “A”. Na lista, o “A” significa os carros de menor consumo de energia, enquanto o “E” significa aqueles com maior.

Sabendo disso, pegamos a lista e fizemos o nosso top 10 com os melhores colocados na edição mais recente do PBEV. Portanto, confira abaixo a lista com os 10 carros mais econômicos do Brasil.

Toyota Prius

Tendo um excelente espaço interno e uma boa dinâmica em sua carroceria, o Toyota Prius aparece como um dos mais econômicos do Brasil. Equipado com um motor 1.8 VVT-i elétrico e gasolina, o carro teve um consumo de 17km por litro em uma estrada e 18,9 km/litro andando na cidade.

Peugeot 208

Carro equipado com um motor 1.2 PureTech flex com três cilindros, o Peugeot 208 entra na lista por consumir 16,9 km por litro andando em uma estrada e 15,1 km por litro nas cidades, com gasolina. Andando com etanol, ele consome cerca de 11,7 km por litro nas estradas e 10,9 km na cidade.

Ford Fusion Hybrid

Esse carro é o líder do segmento de sedãs executivos no país, e entrou para a lista do PBEV. Ele possui um motor 2.0 EcoBoost elétrico e gasolina, consumindo 5,1 km/litro em uma estrada e 16,8 km/litro nas cidades.

Citroën C3

Carro equipado com um motor 1.2 PureTech Flex, com três cilindros, o Citroen C3 apresenta um consumo de aproximadamente 16,6 km/litro andando em estradas e 14,8 km/litro nas cidades quando abastecido com gasolina.

Quando é abastecido com etanol, o modelo consome 11,3 km/litro nas estradas e 10,6 km/litro andando nas cidades.

Volkswagen Up

Carro que assume um estilo mais puxado para o compacto cult, o modelo da Volkswagen possui um motor 1.0 TSI Turbo Flex com três cilindros, tendo um consumo de 16,1 km/litro nas estradas e 13,8 km/litro nas cidades quando abastecido com gasolina. Com etanol ele consome 11,1 km/l em estradas e 9,6 km/l nas cidades.

Fiat Mobi

O Drive, como também é chamado, possui um motor 1.0 FireFly Flex com três cilindros, apresentando um consumo de 11,3 km/litro nas estradas e 9,6 km/litro nas cidades quando abastecido com etanol. Rodando na gasolina, ele chega a consumir 16,1 km/litro de combustível nas estradas, e 13,7 km/litro nas cidades. 

Volvo XC90 Hybrid

Carro importado da Suécia desde 2015, ele ocupa a sétima posição na lista do Inmetro, possuindo um motor 2.0 T8 turbo elétrico e gasolina, com um consumo de 15,8 km/l nas estradas e 15,3 km/litro nas cidades.

Chevrolet Prisma

Carro que possui um motor 1.0 SEP-4 flex de quatro cilindros, o modelo da Chevrolet apresenta um consumo de 15,8 km/l e 13,1 km/l com gasolina na estrada e na cidade, respectivamente. Com etanol, ele atinge 10,8 km/l de consumo rodando na estrada, e 8,9 km/l nas cidades.

Range Rover Evoque

O Range Rover Evoque possui um motor 2.0 TD4 Turbo Diesel, com um consumo de 15,8 km/l nas estradas e 11,9 km/l rodando nas cidades. Entretanto, na classificação geral ele recebeu nota C pelo seu consumo energético, mas ainda é uma opção econômica e pode ser levada em consideração..

Ford Ka 1.0 flex

Portando um motor 1.0 TiVCT Flex com três cilindros, o Ford Ka 1.0 Flex é um dos carros mais comercializados no Brasil.

Ele possui um consumo bem econômico, chegando a bater 15,7 km/l nas estradas e 13,5 km/l rodando nas cidades com gasolina. Quando abastecido com etanol, faz 10,8 km/l nas estradas e 9,2 km/l nas cidades.

Imagem padrão
Edson

Iniciando o primeiro período na faculdade de cinema e redator. Trabalhando com a escrita desde 2018, sempre encarei os meus textos com grande responsabilidade, e escrever sobre finanças e economia não vai ser diferente. Descomplicar esses temas para o público geral com certeza é o meu maior desafio, e espero que vocês me acompanhem nessa.

Deixar uma resposta