Saiba quais os cuidados mais importantes com os pneus

Ter os pneus do carro em bom estado é essencial para garantir a segurança na direção, além de garantir uma economia de combustível. Por isso, alguns cuidados são muito importantes.

Em uma frenagem de emergência ou em um dia de muita chuva forte, ter os pneus do carro bom acabam fazendo uma enorme diferença. Essas só são algumas situações entre várias onde os pneus garantem uma pilotagem segura, sem grandes riscos.

Entretanto, além de garantir uma maior aderência e estabilidade com o piso, os pneus bem conservados também impedem que o dono do veículo gaste mais dinheiro ainda com combustível ou que tenha gastos surpresas na compra de pneumáticos novos.

Sabendo disso, fica mais evidente a importância de cuidados importantes com os pneus. Você conhece esses cuidados? Caso não, confira nos próximos tópicos alguns cuidados básicos que precisam ser tomados para dar mais vida útil aos pneus do seu veículo.

Imagem: Pixabay

Principais cuidados

Como já pontuamos, existem sim alguns cuidados prioritários para manter a saúde dos pneus do carro em dia. Entre os cuidados básicos, podemos citar quatro como os principais, e são eles:

Rodízio e calibragem

Realizar a troca da posição dos pneus traseiros e dianteiros a cada 10 mil quilômetros rodados é uma maneira saudável de manter um equilíbrio de uso e aumentar ainda mais a vida útil dos itens.

É essencial verificar toda semana a pressão do ar dos seus pneus, de acordo com a indicação da empresa que os fabricou. A pressão menor do que a recomendada, além de causar o desgaste irregular e deixar eles mais expostos a danos, gera mais resistência na rodagem e, por consequência, o aumento do consumo do combustível.

Alinhamento e balanceamento

O alinhamento é o procedimento de manutenção muito importante para garantir que todas as rodas da frente estejam trabalhando dentro dos parâmetros que foram definidos pela empresa fabricante, evitando dessa forma o desgaste irregular dos seus pneus.

Porém, os impactos nos buracos e o próprio desgaste das peças de suspensão podem acabar tirando a direção do prumo e fazer com que o carro puxe para os lados mesmo andando em linha reta. Esse é um sinal óbvio que indica necessidade de alinhamento.

Já o balanceamento serve muito para neutralizar a trepidação das rodas com o automóvel em movimento, e assim evitando que a vibração excessiva provoque certos danos aos itens da suspensão e direção.

Os dois serviços precisam ser feitos a cada 10 mil quilômetros rodados, ou sempre que o condutor perceber que a direção está trepidando muito ou a direção está puxando.

Saiba a hora de trocar os pneus

O principal indicador de que chegou o momento de fazer a troca dos pneus é um indicador existente na banda de rodagem que é conhecido como TWI.

Isso são pequenas elevações localizados nos sulcos que, quando os mesmos chegam em um mesmo nível da banda de rodagem, apontam com uma profundidade dos sulcos que chegou ao limite mínimo permitido pela lei, que é de 1,6 mm atualmente.

Os fabricantes indicam ainda que a substituição seja realizada nos casos de danos com mais de 6 mm na banda de rodagem ou na lateral dos pneus.

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, os pneus também passam da validade depois de um tempo. Depois dos 5 anos desde a sua fabricação, esses itens passam a se deteriorar. 

Tem alguns fabricantes no mercado que consideram 10 anos o prazo limite para a troca. Mesmo se os pneus ainda tivessem a banda de rodagem em bom estado.

Imagem padrão
Edson

Iniciando o primeiro período na faculdade de cinema e redator. Trabalhando com a escrita desde 2018, sempre encarei os meus textos com grande responsabilidade, e escrever sobre finanças e economia não vai ser diferente. Descomplicar esses temas para o público geral com certeza é o meu maior desafio, e espero que vocês me acompanhem nessa.

Deixar uma resposta